O EXEMPLO DE YVONNE

Yvonne A. Pereira, conhecida e admirada médium brasileira, antes de partir para o Mundo Espiritual nos deixou depoimentos valiosos sobre a sua última existência na Terra.

A vida dela foi fértil em dores, lágrimas e provações desde o berço. Considerava-se testemunho vivo do valor do Espiritismo na recuperação de uma alma para si mesma e para Deus. Não teria vencido, nas lutas e nos testemunhos que a vida exigiu das suas forças, se desde o berço não tivesse sido acalentada pela proteção vigorosa da Revelação Celeste denominada Espiritismo.

Yvonne chorou muito durante as provações, as peripécias e humilhações que a acompanharam durante a última existência, e as quais a Doutrina remediou e consolou. Não

fez as explanações, porque seria necessário apontar ou criticar aqueles que foram os instrumentos para a dor dos resgates que urgia se realizassem, e não foi isso que aprendeu nos códigos espíritas, que ensinam  o Amor, a Fraternidade e o Perdão. Encobrindo, pois as personalidades que se tornaram pedras de escândalo para a sua expiação e olvidando os seus atos para unicamente tratar da sublime tese espírita, foi o testemunho do Perdão que deixou, único que faltava apresentar e o qual os ascendentes espirituais dela exigiam.

Entre espinhos e lutas, Yvonne cumpriu seu dever nos campos espíritas.

Agradeceu muito a Deus, pela bênção da mediunidade que lhe concedeu como ensejo para a reabilitação do seu Espírito culpado. Agradeceu também os seus amados Guias Espirituais que a amaram e a sustentaram na amargosa jornada.

 

Maria Madalena Naufal

Anúncios