ORAÇÃO DAS MÃOS

Conhecendo profundamente o valor das mãos, Marco Prisco, na obra “Ementário Espírita”, psicografada por Divaldo Pereira Franco (Casa Editora O Clarim), apresenta uma mensagem delas, que é um primor:

Amigo,

Somos dóceis instrumentos que Deus colocou ao alcance de sua vontade para servi-lo sem cansaço.

Alavancas submissas, erguemos o mundo se você desejar.

Ferramentas humildes, submetemo-nos a quaisquer labores  que você nos leve.

Servidoras confiantes, entregamo-nos aos seus menores desejos e movimentamo-nos precípites para agradá-lo.

Irmãs da ação constante, pedimos-lhe orientação e diretriz,

Operárias ativas, não lhe rogamos repouso. Este conduzir-nos-ia à inutilidade e à morte.

Amigas devotadas, propiciamos-lhe o júbilo do afago e a segurança do amparo.

Não nos atire na indiferença.

Não nos entregue à ociosidade.

Eduque-nos no serviço com vontade férrea.

Não nos habitue à desordem.

Conduza-nos com severidade hoje, para que não o lancemos ao abismo do crime amanhã.

Corrija-nos no silêncio do trabalho ativo, amparando-nos os desordenados movimentos, filhos dos seus impulsos inferiores, a fim de não sermos causa de muitos arrependimentos.

Escute-nos sem irritação:

Conduzimos o alimento aos seus lábios – mantenha-nos asseadas;

carregamos os seus volumes – enrijeça-nos no dever;

sustentamos seus serviços – ajude-nos com bondade;

acariciamos o seu amor – respeite-nos;

unimo-nos, à hora da sua prece – alce-nos aos serviços nobres.

Companheiro e amigo, faça de nós trabalhadoras da sua paz, da sua ventura, e nunca você se arrependerá.

Desejamos servi-lo até nossos últimos dias, sem exigências, sem reclamações – utilize-nos também a serviço de Deus junto à dor de todos e bendiremos a sua vida, adornando-nos de luz para glorificá-lo.

Somos suas mãos, humildes e devotadas – ame-nos!”

 Sônia Aparecida Ferranti Tola

Anúncios