O MÉDIUM E O ESPIRITISMO

               Desde o princípio da humanidade, as manifestações mediúnicas ocorrem. No entanto, foi somente no século XIX, através de Allan Kardec – o codificador da doutrina espírita – que se lobrigou a essência divina dessas manifestações, como um recurso iluminado, para o estabelecimento definitivo dos princípios cristãos entre nós.

Muito se tem escrito sobre as citadas manifestações, mas para se alcançar o objetivo proposto, resta muito ainda por fazer. Precisamos nos aprimorar nos estudos, no trabalho, na disciplina e na dedicação. Só assim seremos, realmente, seguidores de Jesus, a Luz do Mundo, que nos ensinou a amar e servir os nossos semelhantes.

O autor espiritual Miramez, através da psicografia do médium João Nunes Maia, escreveu a obra “Segurança Mediúnica” (Editora Espírita Cristã Fonte Viva), que traz preciosas orientações aos médiuns.

Desta obra vamos destacar parte do capítulo O Médium e o Espiritismo:

“A mediunidade está ligada, de certa maneira, à doutrina dos espíritos, por ser o instrumento pelo qual se sustenta essa filosofia religiosa, de consequências científicas. Quando se fala em espiritismo, lembra-se imediatamente da mediunidade. São duas forças inseparáveis. A doutrina dos espíritos surgiu pelos fenômenos dos dons espirituais, analisados e testados, e colocados à luz pelos mais cultos espíritos da época, fazendo com que se cumprisse a profecia de Jesus, citada em João, capítulo catorze, versículo dezesseis: “E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja sempre convosco”. De fato, enviou o consolador, sob a forma de uma doutrina, por um dos seus discípulos mais lúcidos no entendimento das leis espirituais. E esse Consolador não veio somente na forma, mas trouxe a misericórdia de instruir também, mostrando à humanidade o mesmo cristianismo primitivo, com o mesmo perfume espiritual do Cristo de Deus.

A doutrina dos espíritos veio igualmente valorizar a mediunidade, colocá-la no mais alto esplendor da função de um ministério: o de fazer materializar-se junto aos homens as mais belas páginas de moral filosófica e mesmo científica, que antes estavam ocultas pela ignorância dos próprios homens, Podemos considerar que, com o advento do espiritismo no mundo, registraram-se chuvas e mais chuvas de livros mediúnicos, que ora percorrem muitas nações levando a palavra de vida, senão a palavra de Deus, a todas as criaturas, como o Evangelho manifestado na mais intensa luz de amor e de caridade.

O médium desligado da doutrina espírita está sujeito ao desvio da sua missão, por não encontrar as bases da sua formação mediúnica e ser influenciado pelas sutilezas das trevas, como já aconteceu com vários deles. Mesmo sendo animados por bons sentimentos, faltava-lhes o conhecimento das obras que se estenderam, por favor do Cristo, como escola dos primeiros saberes, onde poderiam formar o caráter dos intermediários dos espíritos. O espiritismo é, pois, a árvore, e os médiuns são os seus galhos. Por lei, não devem estar separados, para que os frutos se consolidem na eternidade do amor. E desses galhos poderão nascer outros, sob o empuxo do progresso. As lições da doutrina são contínuas, não pode haver interrupção nelas, por serem de caráter evolutivo, trazendo luz para os homens, de acordo com o progresso dos mesmos.

Se és médium, deves escutar e atender os convites dessa doutrina, que reuniu várias experiências em livros e aprendeu através do tempo a consolidar múltiplos conselhos em favor dos seus profitentes. E os espíritos encarregados desse Consolador prometido pelo Cristo cumprem a vontade do Senhor, mandando lições imortais por intermédio dos dons mediúnicos, para consolação e instrução da humanidade”.

Jesus está à frente do Evangelho redivivo e nunca nos abandonará. Um dia será o único pastor de todo o rebanho. Vamos mostrar a Ele que aprendemos as Suas lições, estendendo a fraternidade por toda a parte. Usemos todas as faculdades de que dispomos em benefício dos nossos irmãos, levando até eles a saúde e a paz.

Sônia Aparecida Ferranti Tola

Anúncios