Falsa   santidade

É comum lermos as expressões “lugares santos” e “Guerra Santa”. Nada mais errôneo. Não existem “lugares santos”, porque todos os lugares são san¬tos, pois são obra de Deus, assim como não existem “guerras santas” simplesmente porque ne¬nhuma guerra è santa, nenhuma ê abençoada por Deus. As guerras são úni¬ca e exclusivamente obra da ignorância, cobiça, ignomínia e fanatismo dos homens. Cristo jamais enviou sua aprovação às guerras feitas em seu no¬me e muito trabalho têm tido os seus mensageiros para consertar os erros dos homens, cegos pela ilusão desta vida, esque¬cendo-se que a vida na matéria é apenas sombra da outra, muito mais verdadeira e onde o que vale são as qualidades morais e espirituais e essas não são compradas com as riquezas efêmeras da Terra. São produto da boa aplicação que dermos ao livre arbítrio que a misericórdia de Deus concede a todos os homens. O mau uso dele é que infelicita as criatu¬ras, atrasando o seu progresso espiritual.

Só   as    conquistas    do espírito   são   imperecíveis.

Maria M. Naufal

Anúncios