Glória a ti, irmã querida,

Que fizeste da tua vida

Um hino de amor,

Um hino ao Criador,

Um hino aos pequeninos

Obra portentosa,

Missão vitoriosa

Própria de gigantes espirituais.

Num mundo de expiações e provas

Em que o mundo ainda campeia

Eu te dou nota dez

És o brilho da lua cheia,

És brilho, de intensa luz,

És seareira de Jesus.

Que o teu exemplo frutifique,

Que a Terra cada vez fique

Muito melhor, mais pura.

Que cessem as calamidades,

Que infelicitam a Humanidade,

Que se encontra sobre os ombros

O peso de erros milenares.

Pessoas como tu,

Espíritos luminares,

São a esperança de um amanhã

Repleto de felicidade.

(Maria Madalena Naufal)

Anúncios